A festa que rolou nesta madrugada (9) na casa do “BBB 20” está dando o que falar aqui do lado de fora… Pyong Lee é acusado de apalpar Flayslane sem sua autorização. O vídeo do momento, que já viralizou na web, motivou um movimento que pede a expulsão imediata do hipnólogo.

Visivelmente alcoolizado, o mágico protagonizou cenas desrespeitosas com as sisters da casa. A que mais revoltou o público aconteceu enquanto ele dançava junto com Flayslane. Desconfortável, ela tenta se afastar dele, dizendo para todo mundo ficar “feliz”, e Pyong diz: “Eu quero assim, eu quero a Flay assim”. Enquanto isso, ele desliza a mão pelo corpo da jovem, chegando até a sua bunda.

Marcela também foi alvo do colega de confinamento. Mais cedo na festa, Lee revelou que estava com ciúme da aproximação que estava rolando entre a médica e Daniel. “Eu te amo. Ai, tô com ciúmes, não gostei”, disse. “Ciúmes de mim? Mas porque? De eu beijar o cara?”, questionou. “Você beijou? Ah não, não fala mais comigo”, retrucou Pyong, ainda em tom de brincadeira.

Em outro momento, ele tenta beijar a moça, que logo dispara: “Para! A gente nada, vai dormir, cala sua boca! Pyong, vai se f*der! Vai dormir. A gente vai brigar… Você já passou do limite. Você tem mulher e filho te esperando em casa”.

Porém, os alertas não foram suficientes. Ao ir dançar com a obstetra, ele tenta beijar seu pescoço, vai na altura do queixo, em direção à boca, mas ela se esquiva e reclama novamente. “Amanhã a gente vai conversar”, alertou pacientemente. “Pyong! Para! Tá doido? O que é isso?”, se irrita quando ele tenta abraçá-la por trás. Os internautas também resgataram algumas fotos, supostamente do hipnólogo, em que é possível ver uma mão que toca o corpo das meninas de forma supostamente abusiva.

center>

center>

Na internet, o comportamento do participante caiu como uma bomba, já que até então ele tinha uma torcida considerável e sua postura era tida como exemplar e respeitosa. No entanto, agora, o público exige a expulsão do influenciador o quanto antes. “Eu fui idiota, tava torcendo pro Pyong e confiando nele, mas eu esqueci de um pequeno detalhe: nunca se confia em macho, muito menos se for do sexo masculino, ou seja mais uma vez homens me decepcionando, isso é assédio, isso é crime”, escreveu um perfil.

Caso semelhante aconteceu na mesma edição

Nas últimas semanas, internautas acusaram o Petrix de ter assediado participantes do programa. A hashtag “#PetrixExpulso” chegou a ficar dias entre os assuntos mais comentados das redes sociais. A TV Globo, entretanto, decidiu pela permanência do rapaz. O primeiro caso a gerar revolta aconteceu no dia 24, quando Barbosa, durante uma das festas do reality, segurou, apertou e balançou os seios da influenciadora Bianca Andrade. Na ocasião, chamada ao confessionário, a moça negou ter se sentido desconfortável com o comportamento do atleta.

Na semana seguinte, na madrugada de quinta-feira (30), Petrix voltou a ser criticado, dessa vez, por esfregar as próprias partes íntimas na cabeça de Flayslane. No mesmo dia, ele foi advertido pela produção no confessionário da casa, e pediu desculpas à participante. “Desculpa Brasil se eu dancei demais, se eu rebolei demais, se eu brinquei demais. Tudo brincadeira, tudo um jogo, um personagem na noite. Eu gosto de brincar, me divertir e dançar”, também alegou ele, falando sozinho.

Ainda na quinta-feira, o apresentador do reality tratou do assunto de forma breve e afirmou que “o Big Brother espera que essa advertência tenha efeito para que a gente preserve a boa convivência na casa”.

No dia, seguinte, se deu a instauração do inquérito. A OAB Mulher RJ também publicou uma nota de repúdio. “[As participantes] são completamente coisificadas e ofendidas, como também sofrem contatos físicos que podem ser interpretados como de cunho sexual. É extremamente preocupante que comportamentos como esses sejam veiculados em rede nacional de forma naturalizada. Eles refletem a violência com que as mulheres são tratadas diariamente em nosso país e podem acabar estimulando a perpetuação desse tipo de conduta pela sociedade”, apontou o texto.

Fonte: Hugo Gloss / UOL

COMPARTILHE