Durante participação no podcast BarbaCast, no Youtube, a atriz Duda Wendling, que fez parte do elendo da novela Cúmplices de um Resgate (2015), do SBT, acusou a emissora de abafar supostos casos de pedofilia envolvendo funcionários da empresa nos bastidores da trama. 

De acordo com relato de Duda, o preparador de atores Beto Silveira, que morreu no mês passado, e um produtor teriam sido presos após denúncias de pais de mães dos artistas mirins. 

“Dentro do SBT, na época que eu trabalhava lá, tinham dois pedófilos. Um era o nosso preparador de elenco, pra vocês terem noção de como era o lugar. Ele morreu há um mês, estava passando por uma doença. Não lembro se era câncer, então não tenho 100% de certeza para falar. Ele já estava em prisão domiciliar e morreu tem um mês. Então já é ‘suave’ de falar”, afirmou ela.

Ela ainda relatou um dos momentos em que o preparador de elenco teria cometido os abusos: “Um exercício [da preparação de elenco] que eu mencionei que tinha que ficar de olhos fechados, era o momento em que tinha mais relatos de que ele mexia com as crianças, tocava nas p

“Ele tinha uma academia de atores chamada Beto Silveira, que hoje não tem mais esse nome porque não vai manter um nome de um pedófilo. Várias pessoas começaram a denunciar e ele foi preso”, disse a atriz, explicando ainda o momento que Silveira foi afastado da emissora após as denúncias de pedofilia. 

Duda diz que ficou sabendo das acusações de pedofilia após afastamento do profissional. “Na segunda-feira, ela [uma funcionária da emissora] fez uma reunião com todo mundo e falou que o Beto não estaria mais conosco e que ele não seria mais o nosso preparador de elenco. E aí todo mundo chorou, menos eu. Minha mãe até perguntou se estava tudo bem e eu disse que estava. Dois dias depois uma amiga da minha mãe mandou o processo [pelo crime de pedofilia] para ela. [Minha mãe] chegou para conversar comigo e perguntou se ele já tinha tentado alguma coisa e por isso eu não chorei [com a saída dele]. E eu falei que não, porque de fato ele nunca tinha tentado nada”. No entanto, a atriz diz que um produtor da emissora ‘roubou um selinho dela’, na época em que ela fazia parte do elenco da novela. 

Durante a entrevista, a atriz disse ainda que a mãe dela entrou em contato com a psicóloga da emissora. “A minha mãe foi até a psicóloga [do SBT] perguntar se era verdade [os casos de pedofilia] e ela disse que não, e que se minha mãe ficasse espalhando e apavorando outros pais, eu iria ser mandada embora da novela. Obviamente, calei minha boca”, disparou ela. 

Em nota enviada ao Metrópoles, a assessoria da emissora afirmou que as acusações são “totalmente infundadas” e que tomará medidas cabíveis contra a atriz. 

“O SBT tomou conhecimento hoje da entrevista da atriz mirim Duda Wendling e de sua mãe a um podcast, e vem esclarecer que as situações retratadas que, supostamente envolvem a emissora, são totalmente infundadas.. A emissora condena com severidade qualquer tipo de assédio e comportamento abusivo e mantém canais de denúncias voltados para seus colaboradores, e tomará as medidas cabíveis”.

Fonte: Bahia Notícias