A prisão de Carlos Samuel Freitas Costa Filho, filmado agredindo uma mulher em Ilhéus, foi decretada pela Justiça na noite dessa quinta-feira (15). A informação foi confirmada ao Bahia Notícias pela assessoria de comunicação da Polícia Civil.

O mandado expedido atende a um pedido feito pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), que argumentou pela “necessidade de resguardar a ordem pública, considerando-se a gravidade da conduta concreta (exacerbada violência empregada) e a condição reincidente do autor do fato”.

O histórico de agressão de Costa Filho veio à tona nesta semana, com a divulgação de um vídeo registrado no dia 20 de junho. Na ocasião, mesmo sabendo que estava sendo filmado, ele desferiu uma série de socos contra a uma mulher com quem mantinha um relacionamento.

Agora que o caso veio a público, o agressor prestou depoimento à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), de Ilhéus, nessa quinta, e disse que estava arrependido do crime. Como não havia sido detido em flagrante, ele pôde deixar a unidade policial em liberdade.

Costa Filho é apontado como autor de diversas agressões a ex-namoradas e mulheres da própria família, com pelo menos 11 boletins de ocorrência registrados. Em 2017, ele foi denunciado por extorquir e ameaçar a própria mãe. Um outro caso, de 2015, é composto por acusações de violência doméstica, ameaça e cárcere privado cometidos contra outra mulher. Por esse último, o agressor chegou a ser condenado em primeira instância, mas a defesa recorreu e, só em agosto deste ano, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) julgou o processo, mantendo a decisão. Os crimes de ameaça e violência doméstica, no entanto, já tinham prescrito.

Por Bahia Notícias