A companhia farmacêutica Pfizer informou nesta terça-feira (28) que está implantando medidas para produzir uma vacina ou um tratamento em larga escala contra a Covid-19, doença causada pelo vírus Sars CoV-2.

Há cerca de uma semana, a agência reguladora da Alemanha (Paul Ehrlich Institute) aprovou o início dos testes clínicos para quatro vacinas contra o Sars-CoV-2. As empresas Pfizer e BioNTech farão os ensaios iniciais em 200 humanos saudáveis com idade entre 18 e 55 anos.

As farmacêuticas desenvolvem juntas a vacina BNT162, baseada em mRNA (RNA mensageiro). Ambas utilizam unidades de pesquisa e desenvolvimento, nos Estados Unidos e na Alemanha, para abrigar as atividades identificadas pelo acordo de colaboração.

Os pacientes irão receber doses que variam de 1 µg (micrograma) a 100 µg, uma forma de testar a eficiência e a segurança da imunização. Em breve, de acordo com a Pfizer, a FDA (Food and Drug Administration, em inglês), agência reguladora dos Estados Unidos, deverá liberar os testes também no país.

A Pfizer afirma que, caso os testes sejam bem-sucedidos, milhões de doses podem ser produzidas até o final deste ano.

Fonte: G1