Quatro criminosos foram presos em Catu, na região de Alagoinhas, por equipes da 95ª Companhia Independente da Polícia Militar (Catu) e da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe/Litoral Norte), depois de flagrados com armas de fogo e de tentarem subornar os integrantes das guarnições, oferecendo-lhes R$ 12 mil para serem liberados. O caso ocorreu na segunda-feira (2).

Moisés Norberto, 27 anos, Gabriele Teixeira de Alcântara, 23, Joadson Oliveira Lima, 23, e Renildo Mendes de Jesus, 19, foram encontrados com três pistolas – duas .40, e uma 9 mm – munições e uma certidão de nascimento falsificada.

“Um deles, quando abordado, apresentou um RG falso e, em seguida, telefonou para os comparsas, pedindo para que trouxessem mais dinheiro, objetivando subornar as guarnições”, contou o comandante da 95ª CIPM, major Inard Sampaio de Almeida, acrescentando que o grupo, encaminhado para a Delegacia Territorial de Catu, foi autuado por falsa identidade, associação ao tráfico e porte ilegal de arma de uso restrito.

Presos com pistolas, munições e documentação falsa, os criminosos ofereceram dinheiro para serem liberados. Foto: divulgação SSP

COMPARTILHE