Pelo menos 90 pessoas morreram após a explosão de um carro-bomba na Somália, na manhã deste sábado (28). O atentado ocorreu às 8h do horário local (2h no horário de Brasília), em um posto alfandegário, na capital Mogadíscio, quando um suposto homem-bomba explodiu seu veículo próximo a um posto de controle da fronteira. 

O ataque também deixou mais de 90 pessoas feridas. Segundo a agência Reuters, as vítimas foram encaminhadas a um hospital na cidade. “Outros pacientes, familiares e até médicos, enfermeiros e funcionários do hospital foram acionados para doar sangue com urgência para ajudar as vítimas. A situação é ruim”, informou o médico Yahye Ismai.

Entre os mortos já identificados, estão dois engenheiros turcos, que realizava obras na estrada que liga Mogadíscio a Afgoye, no momento do ataque, e vários estudantes universitários que estavam dentro de um micro-ônibus que cruzava a fronteira.

A publicação ressalta que a Turquia é um dos principais doadores da Somália desde o período de fome que assolou o país em 2011. Junto com o Qatar, o país vem financiando uma série de projetos de infraestrutura e levando médicos ao país.

Por Bahia Notícias