Um dos líderes da greve de caminhoneiros de 2018 na região de Riachão do Jacuípe, na Bacia do Jacuípe, disse que vai ter nova paralisação. Edimílson Carneiro, o “Dodô”, acredita que deve ocorrer o ato nesta segunda-feira (16). Segundo o Calila Notícias, Dodô disse que o motivo é que o governo federal “vem enrolando a categoria com promessas” não cumpridas. 

“Teve a Lei aprovada, teve a resolução, mas eles não fazem cumprir. Pra piorar pegaram uma tabela de frete que nós conseguimos, fizeram lá uns cálculos e reduziram em quarenta por cento o preço do frete, a gente já não estava conseguido trabalhar com a redução na tabela e tivemos que engolir onze aumentos no preço do diesel”, relata o criado do grupo União de Caminhoneiros do Brasil que conta com milhares de seguidores.

O caminhoneiro declarou que ao contrário da greve do ano passado, desta vez não haverá bloqueio de vias. Ainda segundo o empresário, o desânimo dos caminhoneiros tem aumentado pela falta de condições de trabalho. Em Riachão do Jacuípe, ele tem dez caminhões para venda, “três bitruck foram vendidos está semana e tem outros dez à venda”, afirma. 

Por Bahia Notícias

COMPARTILHE