Uma travesti foi morta a pauladas e teve seu corpo e casa queimados no município de Seabra, na Chapada Diamantina, distante 466 quilômetros de Salvador. O crime, divulgado pela Rede Nacional de Operadores de Segurança Pública LGBTI+ (RENOSP LGBTI+) no sábado (1), teria ocorrido na quinta-feira (30).

Imagem: Reprodução Bocão News

De acordo com a nota publicada na página oficial da rede, a travesti foi identificada como Rosinha do Beco, e, apesar de não ter a idade confirmada, era a mais idosa da Chapada Diamantina. Ela teria sido asssasinada por um homem que sugeriu um encontro com ela, “na expectativa de dinheiro que a feirante não tinha em casa”, diz um trecho da nota.

A nota diz que a polícia local ainda não conseguiu identificar o assassino.

A Renosp LGBTI+ é uma associação de agentes LGBTs que trabalham em diversas instituições de segurança pública no Brasil. O objetivo é enfrentar a LGBTIfobia, para garantir a liberdade de orientação sexual e de identidade de gênero.

Por: Redação BNews

COMPARTILHE