Caminhoneiros atendem solicitação da PM e liberam tráfego para caminhões na BA-052, em Ipirá



Atendendo uma solicitação da CIPE-Chapada e CIPE-Semiárido, manifestantes liberam o tráfego para caminhões na BA-052, em Ipirá. O trafego para caminhões na rodovia havia sido bloqueado há 9 dias por um grupo de caminhoneiros em protesto contra o alto preço do diesel no país.

A ação da PM teve início por volta do meio dia desta terça-feira (29), quando o comandante da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Semiárido, Major Maltez, chegou ao local e estabeleceu o prazo de uma hora e meia para que a via fosse liberada para aqueles caminhoneiros que desejavam seguir viagem, e caso essa solicitação não fosse atendida, o comandante iria acionar o pelotão da tropa de choque da PM que estava no local, para intervir na liberação do tráfego na rodovia [vídeo abaixo].

Logo após a solicitação, alguns caminhoneiros ainda tentaram resistir. Entretanto, aos poucos eles foram retirando os caminhões das margens da rodovia e estacionaram em uma área aberta localizada próximo ao Centro de Abastecimento da cidade. Já outros motoristas ligaram seus caminhões e seguiam viajem para seus destinos.

Houve retaliações por parte dos manifestantes contra aqueles caminhoneiros que seguiram viagem. Alguns caminhões foram atingidos por pedras durante a saída.

A ação despertou a atenção de populares que lotaram o local em apoio a manifestação. Porém, pouco tempo depois o local foi esvaziado, quando a polícia ameaçou fazer uso da força contra quem insistir em permanecer no local.

Houve desentendimentos de alguns manifestantes com a polícia durante a ação. Uma pessoa de identidade não informada foi presa.

Uma barraca que estava instalada às margens rodovia para servir de abrigo para os caminhoneiros, foi removida pelos próprios manifestante para outro local mais afastado da via.

Um grupo de caminhoneiros ainda permanecem no local. Eles buscam apoio da população para continuarem com a manifestação.

Greve

Iniciada na segunda-feira (21), a greve dos caminhoneiros chegou ao nono dia nesta terça-feira (29). Chamada de ‘Crise do Diesel’, nela os grevistas se manifestam contra o aumento no valor dos combustíveis e cobrança de pedágio por eixo suspenso em todo o país.

A última tentava do governo para por um fim na greve aconteceu no ultimo domingo (27), quando o presidente da República, Michel Temer, anunciou novas medidas para a redução no valor do diesel.

Entre as medidas anunciadas está a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel por 60 dias, e a isenção de pagamento de pedágio para eixos suspensos de caminhões vazios, além de uma determinação para que 30% dos fretes da Conab sejam feitos por caminhoneiros autônimos.

Por ipiranoticias.com

Participe de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

BAIXE NOSSO APLICATIVO