Duas vacinas produzidas pela China já estão entrando na fase três de testes, segundo o que anunciou o governador da Bahia, Rui Costa (PT). Em coletiva de imprensa, na manhã desta segunda-feira (17), o petista afirmou que o estado quer contribuir para agilizar a chegada dos resultados. Para isso, testes devem ser realizados em terras baianas.

Contudo, para que os testes ocorram, é preciso autorizações do Conselho Nacional de Ética e Pesquisa e ainda da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A documentação deve ser entregue esta semana. O governador alerta que não se trata de vacinação em massa, e sim apenas de testes, o que deve ser limitado a mil voluntários.

(Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

“Não é um chamamento para vacinar a população da Bahia, como se os 15 milhões fossem ser voluntários do teste. (…) O que nós estamos fazendo é ajudando na pesquisa, para confirmar ou não confirmar, eventualmente, a eficiência da vacina. Por isso que é chamada fase três, porque você amplia o número de pessoas que serão submetidas ao teste. Infelizmente, como o Brasil tem um número grande de casos, aqui vai ser mais rápido comprovar a eficiência ou não”, explicou.

Rui ainda comentou a possibilidade da adesão da vacina ser realizada em parceria com Salvador, como sugeriu o prefeito ACM Neto (DEM), na última semana. O caso não foi descartado pelo governador que disse que, apesar de não ter recebido nenhum pedido formal, existe a possibilidade.

“Se tiver interesse do município eu não tenho problema nenhum. Trabalho o tempo todo reconhecendo e fortalecendo o papel de cada município da Bahia. Eu acredito sempre na capilaridade e nesse pacto federativo e tenho feito a gestão o tempo todo na formação de consórcio e na valorização do município. Então, se procurado for, não tenho problema nenhum”, completou.

Fonte: Varela Notícias