Sem procurar atendimento médico, mais de 220 pessoas morreram dentro de casa na Bahia em virtude da Covid-19. Segundo a Secretaria de Saúde (Sesab), em março foi registrada uma morte, o pico ocorreu em junho, com 99 óbitos, e em agosto o número caiu para um novamente.

(Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Em entrevista à TV Bahia, o secretário de Saúde, Fábio Vilas-Boas afirmou que as pessoas que possuem outros problemas de saúde têm a tendência de desenvolver mal a doença.

“As pessoas que têm propensão para evoluir mal, que são essas que possuem fatores de risco, idade, comorbidades, problemas pulmonares e renais, essas pessoas precisam procurar precocemente o sistema de saúde para que, se for necessário, serem internadas e acompanhadas durante o começo da sua evolução”, afirmou.

O último boletim epidemiológico divulgado pela Sesab mostrou que mais de 224 mil pessoas testaram positivo para a Covid-19 na Bahia e 4.611 óbitos foram registrados.

Por Varela Notícias