A prefeitura de Salvador anunciou neste sábado (14) que estarão proibidos, a partir de segunda-feira (16), quaisquer eventos ou atividades na cidade que reúnam mais de 500 pessoas. A medida ocorre em meio à pandemia do novo coronavírus e visa a evitar que as contaminações se alastrem na região.

Além de proibir aglomerações, o prefeito de Salvador Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM) anunciou que um outro decreto obrigará todos os funcionários públicos municipais vindos da Europa, China, Irã e Estados Unidos a ficarem sete dias em isolamento. Outra medida prevê que servidores públicos sejam obrigados a comunicar o Executivo local sobre qualquer tipo de viagem que pretendam realiza.

Fonte: Veja