O senador Flávio Bolsonaro (sem partido), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), pagou R$ 30 mil em dinheiro vivo para que os móveis ficassem no apartamento que ele comprou em 2014 na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

A informação foi dada em em depoimento do antigo proprietário do imóvel ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), segundo o antigo dono, foram realizados dez depósitos de R$ 3.000 entre outubro e novembro do mesmo ano.

Flávio e Fernanda Antunes, sua mulher, compraram o imóvel do empresário David Macedo Neto, na orla da Barra, em agosto de 2014 por R$ 2,55 milhões. O valor foi quitado por meio de cheques, financiamento bancário e transferências do casal. O casal vivia no imóvel até o senador se mudar para Brasília em 2019.

Em depoimento, o empresário afirmou que os depósitos foram realizados “por Flávio Bolsonaro como pagamento por parte do mobiliário que guarnecia o imóvel”. Segundo o MP-RJ, foram cinco depósitos de R$ 3.000 feitos no dia 13 de outubro de 2014 e os outros cinco depósitos foram realizados em 13 de novembro do mesmo ano.

Fonte: BNews