Foto: Reprodução / Agência Brasil

Em discurso em que anunciou sua demissão na manhã desta sexta-feira (24), o ainda ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro declarou que o presidente de Jair Bolsonaro quer alguém no comando da Polícia Federal que repasse informações a ele. 

“O presidente quer  uma pessoa sua para que pudesse ligar e pegar informações, relatórios de inteligência. Não é papel da Polícia Federal prestar esse tipo de informação. Imagina se durante a própria Lava Jato um ministro ou a presidente Dilma ligasse para o superintendente em Curitiba”, questionou Moro. “O grande problema não é quem entra, mas por que entra”, completou. 

Por Bahia Notícias