Foto: Reprodução / UOL

O empresário Paulo Marinho prestou depoimento ao Ministério Público Federal nesta quinta-feira (21) e afirmou ter apresentado provas materiais da denúncia sobre uma antecipação de informação de operação da Polícia Federal para Flávio Bolsonaro.

No depoimento, Marinho confirmou o que já havia apresentado em depoimento na Polícia Federal, segundo ele, com riqueza de detalhes. O empresário apresentou ainda um requerimento para que seja investigada uma eventual devassa em suas contas, realizada após  o primeiro depoimento como forma de retaliação.  

Marinho foi responsável por trazer ao público a informação de que o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, teve conhecimento antecipado de uma operação da PF em 2018 que atingiria o gabinete do então deputado estadual no Rio de Janeiro. O inquérito envolve o ex-assessor Fabrício Queiroz. 

Por Bahia Notícias