Era esperada para esta semana a decisão do ministro relator do pedido de liberdade de Fabrício Queiroz no STJ. Considerado juiz rigoroso em casos penais, Félix Fischer desfez a liminar dada pelo presidente do tribunal no recesso.

Foto: Polícia Civil

Queiroz e a mulher, Márcia Aguiar voltarão à prisão e a definição do futuro deles ficará a cargo do ministro Gilmar Mendes, do Supremo, que é relator de outro pedido de habeas corpus em favor do casal.

Hoje, Mendes pediu informações sobre o caso às instâncias inferiores.

Com a revelação de mais movimentações financeiros entre Queiroz e a primeira-dama, Michele Bolsonaro, a notícia da volta à prisão forma um combo negativo para o presidente.

A estratégia do Planalto permanece ser manter o distanciamento desse assunto e o foco nos temas da economia.