O tio da menina de 10 anos que engravidou e passou por um aborto legal foi denunciado pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES). O homem de 33 anos se tornou réu por estupro de vulnerável, podendo pegar 15 anos de prisão caso seja condenado. 

Foto: Reprodução / A Gazeta

O suspeito foi preso no dia 18 de agosto, em Betim, Minas Gerais e encaminhado para o Complexo de Xuri, em Vila Velha. A família da criança aceitou participar do Programa de Apoio e Proteção às Testemunhas, Vítimas e Familiares de Vítimas da Violência (Provita), que foi oferecido pelo Governo do Espírito Santo. 

A menina teve a gestação interrompida em Recife, Pernambuco e, liberada do hospital no dia 17 de agosto. O destino da família não foi divulgado para preservar a identidade da vítima.

Fonte: BNews