O Exército do Brasil deve recomendar nos próximos dias que os militares deixem de usar o WhatsApp. Segundo o site Tecmundo, os militares consideram o aplicativo inseguro e com uma série de vulnerabilidades.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Para garantir mais segurança nas conversas entre superiores e subordinados, foi dada aos militares a opção do aplicativo Signal, que cumpre a mesma função do WhatsApp, mas é considerado mais seguro. O Signal foi recomendado por Edward Snowden, ex-analista de sistemas da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos, a NSA.

Segundo a publicação, existe o temor de que com as novas mudanças nas regras de privacidade e compartilhamento do WhatsApp, possa existir uma brecha de segurança na atualização e informações de contas comerciais, como nome, telefone, operadora, IP (que permite identificar a localização), fotos e status poderiam ser compartilhados.

Fonte: Bahia.Ba