A piauiense Mercês Parente, de 69 anos, tomou a segunda dose da vacina contra a Covid-19, nesta sexta-feira (16), em Brasília, vestida de jacaré. A roupa chamou atenção das mais de 150 pessoas que estavam na fila, aguardando a vez para ser imunizadas.

“Eu chamo atenção pra gente acabar com esse vírus. Nossa arma é a vacinação. Gritei e grito viva o SUS, viva a Ciência, viva a vacina.”, diz Mercês.

Foto: Arquivo Pessoal

Ao G1, ela contou que muita gente pediu para tirar uma foto. “Acho que quando a gente de alguma forma é reconhecido de forma prazerosa, como estudiosa da cultura popular, a gente tem que se posicionar sim nesse momento de tanta ignorância”, diz ela.

Mercês é carnavalesca conhecida em Brasília pelas ações voltadas à cultura popular. Em março, quando tomou a primeira dose voltada para idosos com 69 anos, ela usou uma camisa com vários desenhos do número 69.

Desta vez, ela destaca que a escolha da fantasia de “jacarela”, como prefere chamar, foi para destacar a importância da vacinação nesse momento tão crítico da pandemia. “Vacinei, mas vou ficar ainda mais responsável. Sei que mesmo imunizada, eu posso transmitir o vírus. Só teremos paz quando toda população estiver em segurança”, afirma.

A fantasia é uma crítica a um comentário do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Em dezembro de 2020, em um evento na Bahia, sobre a vacina produzida pela farmacêutica americana Pfizer – cujo contrato constaria o aviso de que a fabricante não se responsabiliza por qualquer efeito colateral – disse: “Se você virar um chi… virar um jacaré, é problema de você, pô”, declarou o presidente.

Fonte: G1