A ex-esposa do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, a dentista Andrea Barbosa, revelou que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) usou o estado do Amazonas como uma espécie de laboratório humano para testar a imunidade de rebanho contra a doença.

Ela contou que acompanhou de perto os bastidores do Ministério da Saúde quando o seu então companheiro comandava a pasta, durante a pandemia da Covid-19. O relato foi feito através de uma postagem em seu perfil no Instagram.

Segundo Andrea, “nunca” vai “perdoar esse governo e quem compactuou com ele”. Ela afirma que estava em Manaus durante a crise de oxigênio, em janeiro de 2021, e diz ter presenciado quando a cidade “foi feita de laboratório para testar imunidade de rebanho (isso mesmo, aquela mesma que se testa em gados), quando a cloroquina, medicamento comprovadamente ineficaz era prescrita até para grávidas em estado febril pelo aplicativo TratCov”.

“Eu estava lá quando milhares de caixões eram enterrados em valas porque o cemitério já não tinha espaço e o presidente dizia que não era coveiro e, portanto, não tinha nada com isso. Eu vi gente que tinha muito dinheiro morrer sem oxigênio na pista entrar na UTI aérea. Eu vi gente que não tinha o que comer morrer pelo mesmo motivo e não ter recursos para enterrar seu ente querido”, escreveu, ressaltando que durante boa parte da pandemia o governo “negava a ciência e dizia não à vacina”.

Por Bahia Notícias