Um vídeo mostra o momento em que o mecânico João Carlos, de 29 anos, aparece portando uma arma de fogo antes de assassinar a ex-namorada, Yasmin Santos de Queiroz, de 25, e o pai dela, a tiros na cidade de Miracatu, em São Paulo, no último sábado (11).

Nas imagens, o homem surge empurrando a mulher, pedindo desculpas para a vítima, antes de disparar contra ela. A mulher pede para não matá-la, então, o mecânico responde: “Já matei o seu pai, agora é você”.


Em seu depoimento na delegacia, o atirador disse às autoridades que não se lembra do momento do crime. Yasmin e seu pai, o funcionário público Francisco Xavier Marques de Queiroz, de 60 anos, foram mortos na casa da própria família.

Polícia Civil pediu a prisão temporária de João Carlos, que foi encontrado por policiais militares que estavam próximos a um sítio na região, na madrugada desta segunda-feira (13). O atirador foi conduzido à delegacia para prestar depoimento. A arma usada nos assassinatos ainda não foi encontrada.

O delegado do caso, Carlos Eduardo Eiras Alves, em entrevista ao portal G1, afirmou que no depoimento, João Carlos disse não lembrar de nada o que aconteceu. “Ele foi indiciado por feminicídio, homicídio qualificado, no descumprimento da medida protetiva e vamos analisar uma agressão contra a mãe dela que ele praticou lá”.

Fonte: Bnews

Siga-nos no Instagram e acompanhe as notícias no Google News – Participe do nosso grupo no WhatsApp