Uma jovem mãe de 27 anos foi brutalmente violentada enquanto segurava seu filho de três anos no colo em uma travessa da cidade turística de Mongaguá, no litoral de São Paulo. Durante o crime, o bebê, que ela manteve nos braços o tempo todo para protegê-lo, chorava incessantemente.

O ataque ocorreu enquanto a jovem voltava para casa após fazer compras em um supermercado local. No trajeto, ela foi abordada por um desconhecido que chegou de bicicleta. Pensando que se tratava de um assalto, a mulher ofereceu sua carteira ao homem, mas ele a recusou. Em vez disso, ele a puxou pelos cabelos, arrastando-a e ao bebê para uma travessa deserta entre as ruas Orlando Ramalho e Geiza Karcok, no bairro Jardim Itaguaí.


Sem poder reagir, já que o agressor a ameaçava com uma faca, a principal preocupação da mãe era proteger seu filho, que chorava desesperadamente diante da violência. Encostando a vítima contra a parede, o homem abaixou suas calças e roupas íntimas e a estuprou.

Após o ataque, o criminoso ordenou que a mulher saísse sem olhar para trás e roubou sua carteira e outros pertences. A jovem conseguiu chegar a uma rua mais movimentada, onde pediu ajuda e a polícia foi acionada.

No Hospital e Maternidade de Mongaguá, a mãe recebeu cuidados médicos, incluindo um coquetel de medicamentos para prevenir doenças sexualmente transmissíveis, conforme o protocolo para vítimas de crimes sexuais. Em seguida, ela foi levada ao Instituto de Medicina Legal (IML) para a coleta de vestígios deixados pelo agressor. A polícia está revisando imagens de câmeras de segurança na área na tentativa de identificar e prender o criminoso.

Fonte: Notícias ao Minuto

Siga-nos no Instagram e acompanhe as notícias no Google News – Participe do nosso grupo no WhatsApp