Uma mulher de 40 anos foi executada a tiros na madrugada desta segunda-feira (17), por volta das 3h, quando chegava em sua residência, na Rua José Saint Clair, no bairro Jaguarão, em Ipirá, cidade a cerca de 210 km de Salvador.

A vítima identificada como sendo Alessandra Souza Rios, 40 anos, popularmente conhecida como Sandra do Salão. Ela retornava de uma cavalgada no distrito de Bonfim de Ipirá, quando foi surpreendida pelo assassino na porta de sua casa que aproximou e efetuou vários disparos de arma de fogo.

Informações preliminares apontam que ela foi assassinada na frente da filhas do casal, que são gêmeas. A vítima chegou a ser conduzida para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas), mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 5 horas da manhã.

Testemunhas disseram que viram o ex-marido de Sandra, identificado como Luis Carlos Judeu, nas proximidades da casa onde a cabeleireira morava.

Segundo informações, a vítima já tinha duas medidas protetivas contra seu ex-companheiro. Uma delas pelo fato de ser o principal suspeito de ter incendiado seu salão de beleza, em junho de 2021.

De acordo com a Polícia Civil, Carlos foi levado para a delegacia da cidade por policiais militares, que o encontraram em uma fazenda. Se condenado, Luis Carlos pode responder pelo crime de feminicídio.

Prefeito emite nota de pesar

Pelas redes sociais, o prefeito da cidade, Dudy (PSD), lamentou a morte da cabeleireira: “É com grande tristeza que recebo a notícia da morte da amiga Alessandra Souza Rios, conhecida carinhosamente por todos como Sandra do Salão. Neste momento de dor e revolta, me uno aos amigos e familiares para transmitir minhas condolências, pedindo a Deus que conforte o coração de todos”, diz o gestor em uma publicação feita em seu perfil no Facebook.