Imagens registradas por uma câmara de segurança flagraram o exato momento em a cabeleireira Alessandra Souza Rios, de 40 anos, foi brutalmente executada a tiros na frente das filhas, quando chegava em sua residência, na Rua José Saint Clair, no bairro Jaguarão, em Ipirá, cidade a cerca de 210 km de Salvador.

Nas imagens é possível ver quando que o homem tira a camisa e coloca no rosto, na tentativa de não ser identificado, e fica na espreita aguardando a chegada da vítima. Ele chaga a cortar o pneu de o carro que estava no local.

Minutos depois, Alessandra chega é surpreendida pelo assassino que efetua os disparos de arma de fogo, ceifando a vítima na frentes das duas filhas, que são gêmeas.

Desesperada com a cena, uma das filhas chega a correr atrás do assassino, enquanto a outra tenta socorrer a mãe que agonizava no local.

Assista

“Sandra do Salão”, como era carinhosamente conhecida, foi assassinada na madrugada da última segunda-feira (17), quando retornava de uma calvagada que acontecia no distrito de Bonfim de Ipirá. A vítima chegou a ser conduzida para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas), mas não resistiu aos ferimentos.

Após o crime, uma equipe da Polícia Militar se deslocou até uma fazenda e deram prisão ao ex-companheiro Luíz Claúdio Judeu, acusado de cometer o crime.

Segundo informações da Polícia Civil, Alessandra já tinha duas medidas protetivas contra seu ex-companheiro. Uma delas pelo fato de ser o principal suspeito de ter incendiado seu salão de beleza, em junho de 2021.

Durante a audiência de custódia, realizada na manhã desta terça-feira (18), na Comarca de Ipirá, Judeu alegou que não se lembrava do crime. Ao termino da audiência, a justiça determinou a prisão preventiva do acusado.

Luís Cláudio Judeu vai responder por feminicídio [quando a morte é causada por menosprezo à condição de mulher] e por porte ilegal de arma. Ele não tinha autorização para portar armamento.