Professores da rede municipal de ensino de Ipirá vão realizar um protesto nesta terça-feira (22), às 09h, em frente à prefeitura, para reivindicar um reajuste de 33,24% nos salários, índice estabelecido pelo governo federal para o novo piso nacional da categoria.

A manifestação foi deliberada pela APLB Sindicato, na quarta-feira (16), durante assembleia geral dos trabalhadores em educação, após a gestão não oficializar uma proposta que havia feito um dia antes.

Em reunião da Mesa Permanente de Negociação, realizada na terça-feira 15/03 a gestão apresentou verbalmente uma proposta e ficou de oficializar para que em assembleia a Aplb pudesse apresentar e discutir com a categoria, porém até o término da assembleia a proposta não havia sido encaminhada.” disse a Aplb em nota divulgada nas redes sociais.

Diante do ocorrido, os trabalhadores deliberaram estado de mobilização, com paralisação das atividades nesta terça-feira (22) com ato no pátio da prefeitura.

Esta será a segunda vez que os professoras irão se unir para reivindicar o pagamento do novo piso salarial. A primeira aconteceu no início do mês, na Avenida Dr. Cesar Cabral.

Na ocasião, um grupo de docentes usaram faixas e cartazes para exigir que o prefeito cumprisse a lei do piso nacional. A manifestação foi pacífica e chamou à atenção de pessoas que passavam pelo local.

Calendário letivo de Ipirá tem início conturbado

Após dois anos da última aula presencial, a primeira semana do ano letivo nas escolas municipais de Ipirá foi marcada por revoltas e muitas reclamações por parte de pais e alunos.

Entre as queixas então a falta de merenda, falta de transporte escolar em diversas localidades, além de escolas fechadas devido as péssimas condições de uso ou passando por reformas em pleno início das aulas.