O balaio de gato está praticamente fechado. O Leão debandou, foi para o outro lado; o deputado Jurandy Oliveira ficou com o governador atual, apostou um olho.

O prefeito Dudy vai ter que apostar todas as fichas de sua atual gestão nesta disputa eleitoral para o governo do Estado. ‘É calça de veludo ou bunda de fora’ como diz o ditado popular.

Ipirá parece um município sem sorte nesse balaio, estando entregue à própria sorte. Do governo do Estado não chupa um tutano saboroso, fica mastigando carne de pescoço no aguardo de ‘uma obra’ por mandato de quatro anos.

A sorte está lançada para os grupos da politicagem local, o jacu e o macaco. A população de Ipirá não ganha nada com essa paixão local, muito pelo contrário, come um ferro que não é brincadeira.

Observe bem, povo de Ipirá! Que não é por falta de dinheiro público. Qualquer prefeito do jacu ou macaco, com dois mandatos (oito anos) recebe 1 BILHÃO DE REAIS.

Faça as contas: o mandato de quatro anos do ex-prefeito Marcelo Brandão recebeu mais de 480 milhões de reais e o mandato de quatro anos do mandato Dudy, até o término, receberá mais de 520 milhões de reais. Fechando a conta: somando os dois mandatos dá mais de 1 BILHÃO DE REAIS.

É muito dinheiro público! O povo de Ipirá, simplesmente, dá um consentimento, uma chance ou um presente para uma família de jacu ou um grupinho de macaco fazer o que bem entender, do jeito que quiser, da maneira mais conveniente para movimentar 1 BILHÃO DE REAIS do dinheiro público, conforme ficar bem na fita para o seu grupo, sem prestar contas ou dar a menor satisfação à população de Ipirá.

Enquanto isso, para citar um exemplo, o asfalto da avenida RGS está cheia de buracos, numa buraqueira desgramada, olhe que é uma obra de dois anos e meio e estão tapando alguns buracos com terra e borra de asfalto solta.

Tem mais! Observe que, na gestão do prefeito Ademildo Almeida foi anunciada a compra de uma Usina Asfáltica, não era daquela usina existente em Candeias, eram ‘duas máquinas’ para tapar buracos no asfalto.

Agora, pasmem! Essas ‘duas máquinas’ nunca foram usadas! Mesmo sem uso, essas ‘duas máquinas’ foram depenadas e viraram sucatas.

Agora, sem uso e sucateadas, estão no pátio da prefeitura para irem para o leilão de sucatas e a prefeitura vai ter que adquirir máquinas novas para tapar os buracos nas ruas asfaltadas, caso contrário, vão continuar usando cascalho, terra ou areia.

É desse jeito que jacu e macaco tratam a coisa pública em Ipirá. Qual é o trato que eles deram ou dão a mais de 1 BILHÃO DE REAIS do dinheiro público?

Este mês de março/22 a prefeitura de Ipirá pagou as empreiteiras R$ 499.998,45 (três empresas).

Até o momento o prefeito Dudy não cumpriu sua promessa de campanha: a prestação de contas de três em três meses em Praça Pública, aí sim, estaria fazendo diferente do ex-prefeito Marcelo Brandão, que não colocou o valor das obras em muitas placas. De que tem receio V. Exas., prefeitos do município de Ipirá?

Escrito por Agildo Barreto