A Biblioteca Eugênio Gomes, situada na Praça São José, no centro de Ipirá, foi interditada nesta quarta-feira (08) para reforma. A interdição acontece após quase três anos da inauguração

À época, o então gestor municipal, Marcelo Brandão, disse que a Biblioteca seria considerada uma das melhores, senão a melhor do país, além de supostamente ser bem aparelhada para atender os jovens de qualquer classe social que queira crescer e melhorar de vida através dos estudos e que para ele era um prazer entregar a biblioteca “completamente pronta” para atender os anseios da comunidade.

No entanto, três anos depois o que se ver é o retrato de uma obra mal planejada. Ao olhar na parte de fora da biblioteca é possível ver que as estruturas de ferro do prédio estão sendo corroidas pela ferrugem, sendo possível até mesmo perceber que os vidros estão balançando, o que dá a impressão de que irá desmoronar a qualquer momento (veja no vídeo abaixo).

Dias antes da inauguração, o então vereador Weima Fraga, que era presidente da Comissão de Urbanismo Serviços e Obras, havia alertado através de um ofício ao Executivo Municipal, sobre os perigos de acidentes em que a população estava sendo exposta na época, e a necessidade de corrigir erro de execução na obra.

No ofício, o edil ressaltou que a obra não obedecia às normas de segurança ABNT NBR 7199:2016, que estabelece que neste tipo de construção seja usado vidro temperado e laminado, pois os vidros apenas temperados comprometem a segurança dos usuários e funcionários do ambiente.

De acordo com o comunicado exposto na fachada do prédio, a biblioteca foi transferida temporariamente para a unidade da Praça Roberto Cintra, em frente ao banco Sicoob, até que a reforma seja concluída.