A gasolina já está mais barata em pelo menos 18 estados do Brasil. A queda foi resultado da aprovação, pelo Governo Federal, da lei que limita a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em 17% a 18% sobre combustíveis, energia, telecomunicações e transportes.

Dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP) apontam que a redução foi, em média de R$ 0,26 no país. Enquanto nesta semana o valor médio do litro da gasolina comum é de R$ 7,12, na semana anterior, o custo médio do litro era de R$ 7,39.

Na última sexta-feira (1), o governo do Rio de Janeiro anunciou a redução do ICMS sobre os combustíveis de 32% para 18%. A expectativa é que o preço médio da gasolina caia R$ 1,19, passando de R$ 7,80 para R$ 6,61.

Já o estado de São Paulo anunciou a redução do ICMS sobre a gasolina de 25% para 18%.

No último dia 23, o presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto que estabelece um teto para as alíquotas de ICMS sobre os setores de combustíveis, gás, energia, comunicações e transporte coletivo. O texto não fixa uma alíquota para o ICMS cobrado sobre os setores citados, mas limita a incidência do tributo a aproximados 17% ao carimbá-los como “essenciais”.

Entretanto, especialistas alegam que a medida não é suficiente para barrar o aumento dos combustíveis, já que outros fatores – como aumento do dólar ante o real e aumento dos custos do petróleo no mercado internacional – contribuem para os altos preços.

Confira a lista dos estados que já estão com a gasolina mais barata e os preços médios atuais:

  • Alagoas – R$ 7,396
  • Amapá – R$ 6,216
  • Amazonas – R$ 7,390
  • Bahia – R$ 7,923
  • Distrito Federal – R$ 7,210
  • Espírito Santo – R$ 7,314
  • Goiás – R$ 7,078
  • Maranhão – R$ 7,211
  • Minas Gerais – R$ 7,385
  • Pará – R$ 7,334
  • Paraíba – R$ 7,195
  • Paraná – R$ 6,842
  • Rio de Janeiro – R$ 7,637
  • Rio Grande do Sul – R$ 6,825
  • Rio Grande do Norte – R$ 7,574
  • Rondônia – R$ 7,245
  • Roraima – R$ 6,975
  • Santa Catarina – R$ 6,825
  • São Paulo – R$ 6,697