O terceiro envolvido na morte da fisioterapeuta Rafaela Gomes, assassinada na cidade de Lapão, distante 495 quilômetros de Salvador, foi preso, na manhã desta quinta-feira (16), no estado de São Paulo, durante uma operação conjunta das polícias civis da Bahia e daquele estado.

De acordo com o delegado Ernandes Júnior, da Delegacia Territorial (DT) de Irecê, que deu apoio nas investigações, outros dois envolvidos na morte de Rafaela, que desapareceu no dia 20 de novembro, já haviam sido presos. O corpo da vítima foi localizado dias depois, enterrado num lixão, em Irecê.

O homem preso na manhã de hoje, na cidade de Franca, em São Paulo, estava com dois mandados de prisão em aberto, um deles por envolvimento em outro assassinato, ocorrido em Lapão. O criminoso estava escondido em Franca, desde novembro.

A ação que resultou na prisão dele contou com a participação das equipes das DTs de Irecê e Lapão, 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Irecê), Superintendência de Inteligência (SI/SSP) e Delegacia de Homicídio de Franca-SP.