Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um homem acusando outro de grilagem de terra em Formosa do Rio Preto, no divisa com o Piauí. A pessoa que faz o vídeo, identificada como Virgilino, chama a outra, Mário Fernandes, de grileiro.

Segundo Virgilino, Fernandes não teria documentos que comprovassem a propriedade do local, nem autorização da Justiça. Fernandes estava acompanhado de outro homem, identificado como Pita, e de seguranças armados. A cena ocorreu no último sábado (15).

Em um trecho, o produtor diz: “Não tenho medo de vocês que eu tô dento do que é meu. E eu não sou sozinho. Se quiser me matar aqui agora, pode me matar”, diz. O vídeo segue e em outro trecho, Fernandes retruca, afirmando que “grileiro” seria o produtor. “Covarde é você que invade terra dos outros.

Tô na nossa terra, compramos aqui, narrativa de tadim”, rebate. O Bahia Notícias procurou informações da delegacia de Formosa do Rio Preto, mas foi informado que o delegado está de licença.

Fonte: BNews