Insatisfeitos com as péssimas condições de trabalho e principalmente depois da chuva na noite do último sábado (21), onde a forte correnteza derrubou muro e alagou grande parte do Centro de Abastecimento de Ipirá, os feirantes estarão realizando na manhã desta terça-feira(24), um manifesto no Centro Administrativo, onde funcionam a Prefeitura e a Câmara de Vereadores.

O motivo do manifesto é cobrar do prefeito Marcelo Brandão (DEM), soluções para os graves problemas do Centro de Abastecimento, que mesmo depois de terceirizado não melhorou as condições de trabalho dos feirantes, o que levou a gestão municipal a tentar rescindir o contrato com a empresa.

Os estragos causados pela chuva do final de semana foram grandes e os feirantes precisaram contar com a solidariedade da população para amenizarem os prejuízos, pois muita mercadoria e objetos de uso pessoal foram perdidos ou destruídos pela enxurrada.

feira livre, foi necessária a realização de um mutirão solidário nesta segunda-feira, que contou com ajuda de populares e de uma empresa privada que cedeu caminhões pipa de água para lavar a sujeira principalmente no mercado de farinha, um dos locais mais atingidos pela enxurrada.

O prefeito eleito Dudy, que visitou o local para verificar os estragos causados pela chuva, terá a partir de janeiro um grande desafio, para revitalizar o Centro de Abastecimento e melhorar as condições de trabalho dos feirantes e da população que frequenta o local para fazer suas compras.

É lamentável a situação da feira livre de Ipirá que já foi considerada como a segunda maior feira do interior do nordeste, hoje reduzida ao lixo e a lama, após uma mau fadada obra construída em local inadequado.

Por Redação CN com imagem do arquivo