Foto: Ag. Br

O chefe do escritório europeu da Organização Mundial da Saúde, Hans Kluge, emitiu alerta nesta quinta-feira (26) sobre novos picos de casos do coronavírus na Europa, caso as medidas de restrição sejam revogadas.

“Devemos ser conscientes que enfrentamos uma nova realidade: isso não é uma corrida de sprint e sim uma maratona. Uma vez retiradas as medidas restritivas, poderá haver um segundo ou terceiro pico de casos”, afirmou.

Ele afirmou também que ainda é cedo para dizer que a Itália, que tem o maior número de mortes pelo Covid-19, chegou ao pico de casos.

“É cedo para dizer que a Itália [país com mais casos no mundo] chegou no pico de contágios”, completou o médico, que disse ainda que a Ásia se mostrou mais preparada para enfrentar a pandemia do que a Europa.