Aos 31 anos, o australiano Damian Burgoyne se pergunta como não morreu. Dos 14 anos 28 anos, ele deliciou-se com diversos lanches do McDonald’s em todas as três refeições diárias. Ao todo, foram mais de £ 145 mil — equivalente a R$ 884,5 mil — gastos em hambúrguer, refrigerante e batata frita.

Conforme o jornal britânico The Mirror, a empreitada rendeu a Burgoyne 20 quilos a mais na balança. Com o excesso de peso, o rapaz virou motivo de chacota entre os amigos e passou a ganhar apelidos maldosos.

No auge da obesidade, Burgoyne não conseguia sequer sair da cama. Tomar banho? Nem pensar. “Tudo o que eu fazia girava em torno de comida”, desabafou o australiano, que gastava cerca de £ 25 em cada refeição do dia. “É insano quando você soma o quanto eu gastei [com McDonald’s] na minha vida”.

Burgoyne disse que, à época, acreditava que desembolsar este valor em lanche era muito mais rentável que ir ao supermercado. Porém, após 14 anos, a realidade bateu à porta e Burgoyne decidiu mudar de vida.

Sob a responsabilidade de um nutricionista, ele começou uma dieta balanceada e passou a fazer musculação. Depois de perder quilos, foi submetido a uma bariátrica que revolucionou seu corpo. Agora, Burgoyne afirmou estar seguro sobre si mesmo.

Fonte: Metrópoles