Marcus Martin Grubert, marido da cantora gospel Heloísa Rosa, permanece preso na Flórida após a Justiça dos EUA negar sua fiança. Grubert é suspeito de abusar de uma menina de seis anos, filha de uma assessora de Heloísa, em 2023. O crime teria ocorrido durante uma noite em que a criança passou na casa do casal. Nesta segunda-feira (10), uma mulher alegou também ter sido vítima de Marcus.

 Nova Denúncia de Estupro

Durante o programa Encontro com Patrícia Poeta, uma nova denúncia surgiu contra Marcus Grubert. Josiane Teixeira, que foi convidada por Heloísa Rosa para trabalhar como sua assessora, revelou que foi estuprada por Grubert há 14 anos.


Josiane contou que na ocasião, Grubert ofereceu-lhe vinho, e após beber meio copo, ela desmaiou e teve flashes de consciência enquanto era abusada. “Contei a Heloísa e ela disse: ‘Josi, eu tô com você. O Marcos vai ter que pagar pelo que ele fez.” No entanto, em vez de denunciar o caso às autoridades, Josiane foi levada a um ginecologista particular, que confirmou o abuso. Sentindo-se abandonada, ela foi mandada de volta para sua cidade sem qualquer orientação legal.

Josiane relatou os profundos impactos emocionais e psicológicos do abuso, dizendo que sua vida, que girava em torno da igreja e do sonho de casar virgem, foi devastada. “Minha vida era igreja, meu sonho era casar virgem, ter o meu esposo. E infelizmente foi rompido dessa forma, né, esse trauma. E depois disso foi muito difícil a minha vida. Até hoje ainda tem muitos medos e traumas por conta disso.”

A recente notícia sobre Grubert encorajou Josiane a falar publicamente sobre o abuso e buscar justiça, não apenas para si, mas para todas as mulheres que passaram por situações semelhantes. “Eu quero, assim, deixar um recado para as moças, né, as mulheres que são abusadas, para eles não deixarem de denunciar, não ter medo, como eu tive. Sabe, mesmo que vá sozinha, porque a gente, se eu tivesse feito isso, talvez ele teria sido parado há 14 anos atrás.”

Divulgação do Caso

O caso de abuso contra a menor, inicialmente mantido sob sigilo pela Justiça dos EUA, veio a público por meio da Fundação Hope & Justice, uma organização que trabalha com casos de abuso sexual infantil, violência doméstica e tráfico humano. A fundação presta assistência à família da vítima e divulgou um vídeo da audiência de custódia de Grubert, realizada em 22 de maio.

Fonte: Bnews

Siga-nos no Instagram e acompanhe as notícias no Google News – Participe do nosso grupo no WhatsApp