Uma loja de celulares localizada na Avenida J J Seabra em Feira de Santana foi assaltada, por volta das 8h30 da manhã desta terça-feira (6).

Ao Acorda Cidade, um dos funcionários do estabelecimento comercial, informou que três homens anunciaram o assalto.

“Tudo aconteceu quando estávamos ainda abrindo a loja, fazendo a limpeza para iniciar o expediente, isso era por volta de 8h30, quando três indivíduos chegaram. Queriam levar os aparelhos da loja, fizeram duas colegas de refém, mas ninguém se machucou. Acredito que eles tenham levado cinco ou seis aparelhos. Eu não estava tão perto, porque quem estava na frente foram as meninas, então, eles já chegaram anunciando o assalto e colocaram os aparelhos dentro da mochila”, explicou.

No momento da ação, um policial que estava de folga reagiu ao assalto e foi baleado de raspão no braço, sendo conduzido para uma unidade hospitalar.

De acordo com o proprietário da loja, Alan Celulares, todos os aparelhos foram recuperados, após a prisão de um dos bandidos.

“Os três entraram armados, renderam as meninas, tinha um policial que estava passando do lado de fora da loja para colocar película, viu a ação, reagiu e acabou sendo baleado de raspão no braço. Graças a Deus, todos os aparelhos foram recuperados, um foi preso, mas os outros conseguiram fugir”, disse.

Ainda segundo Alan, os bandidos já tinham assaltado um comerciante.

“Eu pensei que tinha sido algo premeditado lá pra loja, mas pelo que soube, outro rapaz também foi assaltado. Pelo que sei, eles não são de Feira, são de Salvador e estavam em busca de facilidade aqui no centro da cidade”, disse.

O comerciante de prenome Álvaro informou à reportagem do Acorda Cidade, que os mesmos bandidos já tinham levado o aparelho celular e mais uma quantia de R$ 57.

“Eu estava contando um dinheiro para poder pegar novas mercadorias, já que trabalho vendendo balas de gengibre. Esse cara que foi preso encostou perto de mim, mostrou a arma e mandou eu passar o celular e o dinheiro. Ele estava na companhia do outro e saíram caminhando normal. Eu simplesmente baixei a cabeça e fiquei observando, eles estavam seguindo ainda pelo passeio, até imaginei que eles iriam assaltar o pessoal que estava dentro de uma van, mas passaram direto, foi quando entraram na loja de celulares e anunciaram o assalto. Aí assim que aconteceu o assalto, teve o rapaz que estava passando, reagiu e foi baleado, eles ainda pegaram as meninas, fizeram de refém, colocaram a arma no pescoço dela, o pessoal gritou para não fazer nada, foi quando eles correram e entraram em outra loja de produtos naturais, foi quando a Polícia Militar chegou”, contou.

Ao Acorda Cidade, o Cabo PM Helithe Nascimento, da 64ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), informou que recebeu informações sobre o assalto enquanto estava em rondas pelo centro da cidade, próximo ao local.

“A nossa viatura estava em rondas ali nas proximidades da Avenida Sampaio, quando transeuntes informaram que estava tendo um assalto em uma loja de celulares, onde os elementos subtraíram os aparelhos, e dispararam tiros, que infelizmente pegou em uma pessoa, mas graças a Deus está bem. Então, nesse momento da fuga, um dos homens estava fazendo uma jovem de refém com uma 38 engatilhada na mão, mas a nossa guarnição com muita técnica, procurou gerenciar da melhor forma possível e o homem se rendeu e entregou a arma, sendo conduzido aqui para a Central de Flagrantes do bairro Sobradinho”, disse.

Ainda de acordo com o PM, o assaltante que não estava portando documentos pessoais, informou que é do bairro da Sussuarana em Salvador.

“Ele não está portando nenhum documento aqui, mas disse que é de Salvador do bairro Sussuarana. Foram três elementos que estavam juntos, mas os outros dois conseguiram evadir do local, antes mesmo da chegada da primeira guarnição, mas as viaturas estão em diligências tentando capturar os mesmos”, concluiu.

Fonte: Acorda Cidade