Três agências de três bancos diferentes foram atacadas por mais de 15 bandidos na madrugada desta sexta-feira (7), no município de Irará. Os criminosos explodiram as agências da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Bradesco.

Um caminhoneiro que passou pelo local durante a madrugada disse ao Acorda Cidade, que os criminosos atearam fogo em cerca de quatro veículos e espalharam vários arames na rua.

Moradores informaram que os assaltantes efetuaram vários disparos de arma de fogo durante a ação e destruíram câmeras de segurança.

Autoridades policiais cometam sobre o ataque

O Major Clemerson, comandante da 97ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), lamentou o fato, uma vez que a Bahia vem registrando redução no número de assaltos a banco, e informou ao Acorda Cidade que os marginais agiram entre 2 e 3h da manhã. “Nossa central de operações e policiais que estavam no perímetro escutaram explosões e tiros. Nosso plano de bloqueio foi acionado. Existe uma preparação técnica para isso, unidades especializadas já estão na região, e já encontramos quatro veículos queimados”, disse.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), informações preliminares apontam que uma agência teve o seu cofre violado, que em outro estabelecimento um caixa conseguiu ser aberto. Na terceira agência os criminosos não conseguiram efetuar o roubo.

As perícias nas agências serão realizadas ainda na manhã desta sexta-feira, com o objetivo de localizar qualquer tipo de indício que apontem para a autoria dos ataques.

Ainda segundo a SSP, unidades especializadas das polícias Militar (Cipes) e da Civil (Departamentos de Repressão e Combate ao Crime Organizado – Draco – e de Polícia do Interior – Depin) fazem um cerco para capturar assaltantes. Até o momento ninguém foi preso.

O delegado Luciano Lima, da Polícia Civil, informou que uma força-tarefa foi montada para investigar os ataques.
“A Polícia Civil está desenvolvendo as investigações com a força-tarefa da Secretaria de segurança Pública. A ação foi praticada por um grupo fortemente armado, entre 10 e 15 pessoas, usando aproximadamente de quatro a seis veículos. Realizaram disparos de arma de fogo, para causar sensação de terrorismo na área próximas as agências e depois realizaram as explosões. Muitas informações ainda serão consolidadas com os gestores da força-tarefa. São informações sigilosas” afirmou.

A Polícia Federal também já está na cidade para apurar a ação criminosa.

A SSP destacou que os roubos a bancos na Bahia, em 2022, de janeiro a setembro, apresentaram redução de 71,8 %. Em números absolutos foram 11 ocorrências este ano, contra 39 no mesmo período de 2021.

“Na capital baiana, a queda foi de 88,9% , saindo de nove, no último ano, para um caso em 2022. Já nos municípios do interior e da Região Metropolitana de Salvador (RMS), as diminuições foram de 70,8% e 50%, respectivamente. As cidades do interior baiano, que antes apresentavam 24 casos, registraram sete, enquanto a RMS reduziu o crime pela metade, saindo de seis para três.”

Fonte: Acorda Cidade