Um homem foi preso, nesta quarta-feira (21), sob acusação de estupro de vulnerável contra a enteada, em Porto Seguro, no extremo sul da Bahia. O suspeito é investigado por manter em cárcere privado e abusar sexualmente da enteada de 14 anos, que engravidou duas vezes por conta dos estupros.

A investigação teve início após uma denúncia do Conselho Tutelar de Porto Seguro. Ao site Radar, o delegado Bruno Barreto, responsável pelo caso, informou que a adolescente relatou que os estupros começaram quando ela tinha 11 anos de idade. Ela contou que tem dois filhos, e que ambas as gestações foram resultado da violência sexual cometida pelo padrasto.

A menina também era vítima de abuso psicológico, sendo ameaçada de morte pelo agressor para que não o denunciasse. Segundo ela, o padrasto dizia que mataria toda a família. Ainda conforme o depoimento da vítima, ela era proibida pelo padrasto de frequentar a escola e de brincar.

O mandado de prisão foi cumprido na residência do suspeito, no Assentamento Tropa Costeira, no distrito de Arraial d’Ajuda. No barraco de lona onde a vítima vivia com o padrasto, também moram a mãe dela, dois irmãos e os dois filhos frutos da violência. O homem tentou fugir correndo entre barracos de lona cercados de arame farpado, mas acabou sendo alcançado.

Por Bahia Notícias

Siga-nos no Instagram e acompanhe as notícias no Google News – Participe do nosso grupo no WhatsApp