O vereador de Vitória da Conquista, David Salomão (PTC) e a deputada federal Dayane Pimentel (PSL) participaram de uma audiência no Fórum do Imbuí, nesta segunda-feira (09). O edil conquistense acusa a parlamentar de ter desviado uma quantia de R$ 500 mil para sua campanha em 2018. Por sua vez, a presidente do PSL na Bahia promoveu uma ação contra Salomão por calúnia, difamação e injúria.

Salomão chegou a gravar um vídeo que publicou nas redes sociais, antes da audiência, onde chama Pimentel de “cínica”, “ladrona” e “pilantra”.

“A deputada Dayane Pimentel me processou porque denunciei um desvio de R$ 500 mil do dinheiro do povo, que deveria ser investido em saúde e educação. Ela processou um advogado querendo grana. Mas eu não tenho medo nem dela, nem da trupe dela. Aqui na Bahia é assim: denúncia grave contra político corrupto é engavetada. Quem processa e quem denuncia, querem processar. É a política do terror e do medo. Cínica e ladrona de dinheiro público. Vai ter que devolver sua pilantra!”, disparou. o vereador.

A parlamentar se defendeu afirmando que Salomão já responde a outros processos abertos por ela e também que teve suas contas do ano de 2018 rejeitadas. Além disso, a deputada disse que ele é um ‘ser dotado de falta de noção, mostra total estado de loucura’ e que as acusações contra ela não passam de ‘fake news’.

” Ameaçou, gritou, esperneou, mas na frente da juíza deu até pena, ficou quietinho. Todas as minhas contas estão aprovadas e todas essas acusações contra mim não passam de fake news, na tentativa de manchar a minha imagem. Vale lembrar três detalhes: 1º. Este senhor foi expulso da PM por colocar fogo em viaturas e em caminhões de país de família. 2º. Foi filiado ao PCdoB. 3º Teve suas contas eleitorais desaprovadas em 2018. Um verdadeiro desequilibrado que busca visibilidade a minha custa. Os processos seguem a todo vapor”, escreveu em sua conta no Instagram.

Pimentel também publicou nota sobre o fato:

Fonte: Varela Notícias