A Polícia Federal solicitou a abertura de uma investigação para apurar uma movimentação financeira realizada por Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro (PL), na compra de uma mansão —ela concorre a deputada distrital nas eleições de outubro com o nome de Cristina Bolsonaro (PP-DF). O imóvel, no Lago Sul, região nobre de Brasília, é avaliado em R$ 3 milhões.

A informação foi publicada hoje pelo jornal O Globo e confirmada pelo UOL. Segundo fontes da PF, o pedido foi feito durante a apuração que analisava as relações de Jair Renan Bolsonaro, filho do presidente e de Ana Cristina, com empresários em reuniões com o governo. O delegado do caso quer apurar a legalidade da compra da casa.

Cristina Bolsonaro disse ao UOL que está avaliando com seus advogados se vai comentar o pedido de inquérito da PF.

O pedido é baseado em um relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), que aponta que a compra da casa seria “incompatível com o exercício da função pública de assessora parlamentar” e que teria sido feita por meio de um intermediário, segundo informou O Globo. A ex-mulher de Bolsonaro era assessora da deputada federal Celina Leão (PP-DF), com salário líquido de R$ 6.200 até junho deste ano.

A Justiça Federal de Brasília não respondeu ainda ao pedido da PF para uma nova investigação.

Procurada pelo jornal, a defesa de Ana Cristina Valle disse que não tem conhecimento do fato. O UOL entrou em contato com ela e aguarda retorno. Caso haja resposta, o texto será atualizado.

A existência do imóvel foi revelada pelo UOL há um ano, ocasião em que Ana Cristina negou ser a dona do imóvel. “Claro que não”, disse Cristina à reportagem, em 26 de agosto de 2021.

Na época, um corretor informou que a casa era alugada. Neste ano, porém, ela declarou à Justiça Eleitoral ser a proprietária da casa.

A candidata avaliou que a residência, onde mora com o filho Jair Renan, vale R$ 829 mil. O imóvel tem 800 metros quadrados construídos, num terreno de 1.200 metros quadrados com piscina, e foi vendido ao antigo proprietário, o corretor Geraldo Machado, por R$ 2,9 milhões em 31 de maio de 2021.

UOL consultou cartórios na segunda-feira (29), mas não existia registro, na matrícula do imóvel, de nenhuma venda de Machado para Cristina.

Cristina é mãe de Jair Renan Bolsonaro, o quarto filho do presidente. Ela foi a segunda mulher de Jair Bolsonaro. O terceiro relacionamento do ex-deputado foi com Michelle Bolsonaro, sua esposa atual.

Clã Bolsonaro compra imóveis em dinheiro vivo. Reportagem exclusiva do UOL revelou ontem que quase metade do patrimônio em imóveis do presidente Bolsonaro e de seus familiares mais próximos foi construída nas últimas três décadas com uso de dinheiro em espécie, de acordo com levantamento patrimonial realizado pelo UOL.

Desde os anos 1990 até os dias atuais, o presidente, irmãos e filhos negociaram 107 imóveis, dos quais pelo menos 51 foram adquiridos total ou parcialmente com uso de dinheiro vivo, segundo declaração dos próprios integrantes do clã.

As compras registradas nos cartórios com o modo de pagamento “em moeda corrente nacional”, expressão padronizada para repasses em espécie, totalizaram R$ 13,5 milhões. Em valores corrigidos pelo IPCA, este montante equivale, nos dias atuais, a R$ 25,6 milhões.

Fonte: UOL