O presidente Jair Bolsonaro (PL) realizou um comício em Londrina (PR), no início da noite desta sexta-feira (16), no qual repetiu a tônica de agendas anteriores de campanha, com ataques contra o PT, partido do seu principal rival na disputa presidencial, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Bolsonaro afirmou que o PT é “o único problema que temos no Brasil” e que o partido é composto por pessoas que vieram dos “rincões” e dos “grotões”.

“[O Brasil é] um país que não tem problemas outros. O único problema que nós temos aqui é o PT, composto de pessoas que vieram dos rincões, dos grotões, daqueles locais onde nada poderia sair dali a não ser esse tipo de gente”, afirmou.

Jair Bolsonaro passou esta sexta cumprindo agendas de campanha em diversos municípios paranaenses. O último compromisso foi na cidade de Londrina, onde o presidente participou de uma motociata pelas principais ruas da cidade e que terminou no parque de exposições Ney Braga.

Assim como havia feito em outras partes do Brasil, como em Natal (RN), na quarta-feira (14), o presidente dedicou a maior parte de sua fala para atacar o PT, particularmente explorando os casos de corrupção durante as administrações petistas. A diferença, desta vez, foi a virulência do discurso.

“Onde está o mal, lá está o PT. Onde tem corrupção, lá estava o PT. Onde está tudo o que não presta, lá está o PT”, afirmou Bolsonaro, após citar que os senadores petistas votaram contra proposta que limitou o ICMS cobrado sobre combustíveis, energia, transportes e telecomunicações.

Ironicamente, em outro momento do discurso, o chefe do Executivo disse que “aqui não tem nós contra eles, não tem divisão de classes”.

O chefe do Executivo também voltou a acenar para o público feminino, onde enfrenta grandes rejeições, segundo as pesquisas de intenção de votos. No entanto, Jair Bolsonaro cometeu uma gafe machista e afirmou que o futuro do Brasil depende “da forma como elas também nos tratam”.

“[Gostaria de] dizer a vocês que aqui quem não é mulher é filho de uma mulher. Dizer a vocês que nosso futuro passa por elas, pelo trabalho delas e pela consideração que temos para com elas e da forma como elas também nos tratam”, disse o presidente.

Momentos antes, ele havia chamado as mulheres presentes no palco do parque de exposições Governador Ney Braga, para que viessem para a frente e ficassem ao seu lado.

Bolsonaro também repetiu uma série de falas conservadoras, como sua oposição ao aborto e à liberalização das drogas. Afirmou que o Brasil hoje é um país laico, mas que seu presidente é cristão.

Fonte: Bnews