Uma mulher foi presa em flagrante, em Natal no Rio Grande do Norte, acusada de desviar o valor da aposentadoria e maltratar o marido idoso de 79 anos. Apesar de morarem em casas separadas, os dois são casados há 30 anos.

De acordo com o G1, uma denúncia anônima de que o idoso vivia em condições precárias e incompatíveis com a renda da aposentadoria de servidor público, deu início às investigações da Polícia Civil. Recebendo mais de 20 salários de aposentadoria, o idoso não tinha sequer um plano de saúde.

O aposentado, acompanhado de familiares, compareceu na Delegacia Especializada de Proteção ao Idoso e Pessoa com Deficiência (DEPID) para ser ouvido, nesta segunda-feira (24). Ele usava uma cadeira de rodas alugada por ter dificuldades de locomoção. Durante o depoimento da filha do idoso, a suspeita, Ivete Silveira Gadelha de 74 anos, esteve na delegacia solicitando a devolução da cadeira de rodas para não precisar arcar com o custo de mais uma diária do equipamento. Nesse momento a suspeita recebeu voz de prisão em flagrante pois a delegada constatou a situação de vulnerabilidade do aposentado.

A Polícia Civil informou que ficou comprovado que a suspeita destinava a aposentadoria do idoso para uso próprio e de terceiros, em detrimento das necessidades básicas dele. Ela foi encaminhada ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Fonte: Bnews