Um estudante de Engenharia Química de 18 anos morreu após ser baleado na cabeça por um tiro disparado pelo tio. De acordo com a polícia, Vinicius Fioreze estava ajudando o familiar a matar um porco quando foi morto. O caso aconteceu na última sexta-feira (17), na cidade de Fraiburgo, no interior de Santa Catarina.

Segundo o delegado responsável por investigar o caso, Thiago Costa, o tio do jovem usou uma arma para matar o animal. O primeiro tiro feito teria acertado o porco, mas não foi o suficiente para matá-lo. No segundo disparo, a bala teria atingido o chão e ricocheteado em direção a cabeça do estudante.

Em entrevista dada ao G1, o delegado afirmou também que o familiar ligou para polícia assim que o sobrinho caiu no chão ferido. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi enviada para o local, mas os paramédicos encontraram a vítima sem sinais vitais.

A Polícia Militar conduziu o homem à delegacia, onde ele foi autuado por homicídio culposo. O familiar pagou fiança e, logo em seguida, foi liberado.

Pessoas próximas aos dois foram ouvidas e relataram que tio e sobrinho tinham uma boa relação e que se “tratavam como pai e filho”. A pistola que disparou o tiro foi apreendida e um laudo pericial deve dar maiores detalhes de como o crime aconteceu.

Vinicius era estudante de Engenharia Química na Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc) em Videira, também no interior de Santa Catarina. A unidade de ensino emitiu uma nota lamentando a morte do jovem.

“Manifestamos as mais sinceras condolências aos familiares e amigos. Aqueles que passam por nós não vão sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós”, diz trecho do comunicado.

Fonte: Bnews