Cerca de 400 detentos fugiram do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) Dr Rubens Aleixo Sendin, situado em Mongaguá, no litoral paulista, nesta segunda-feira (16).

Segundo informações divulgadas pelo G1, os detentos teriam se rebelado após o cancelamento de uma saidinha que aconteceria nesta terça-feira (17).

Mesmo após a fuga, funcionários do presídio ainda estão sendo mantidos como reféns no local.

Equipes da Polícia Militar, Civil e Rodoviária estão trabalhando em conjunto para tentar libertar os reféns e recapturar os detentos.

Veja momento da fuga:

Fonte: BNews