O pastor evangélico Edson Araújo, líder da Igreja Deus é Amor, de São Paulo, está no meio de uma grande polêmica depois de aparecer em um vídeo agredido sua esposa, Débora. O momento foi registrado na noite da última sexta-feira (18), em um vídeo que começou as a circular nas redes sociais.

No vídeo, que tratava-se de uma live, Edson agredir a mulher com um sonoro tapa sem saber que a transmissão ao vivo já havia começado. “Que saco, merda. Arruma as coisas direito, imbecil! Arruma o negócio direito”, disse o pastor para a mulher.

Em seguida, a esposa de Edson mexe na câmera e ele começa a transmissão, pedido para que o público aceite a paz do Senhor. Depois do ocorrido, ele fez uma nova live para, de acordo com ele, “dizer aqui, aleluia, aos nossos irmãos, a real situação que ocorreu”.

Edson afirmou que sua esposa e ele foram arrumar o equipamento para a live em cima da hora e que, na pressa, ele acabou derrubando outro equipamento quando foi ajeitar a câmera.

“Eu ali, de uma forma imprudente, de um forma incorreta, não poderia agir da forma que eu agi, eu direcionei uma palavra [errada]. Nunca tivemos nenhum tipo de problema. Quatro anos que nós convivemos, estamos juntos e abraçando a obra do senhor(…) Quero aqui, de antemão, primeiro a Deus, eu quero pedir o meu perdão publicamente e perdão a minha esposa Débora, pela minha atitude, erro e falha”, explicou.

Confira o vídeo:

Fonte: Exitoina