Vereadores de oposição propõe CPI para investigar prefeito de Ipirá

Durante pronunciamento em sessão ordinária que aconteceu na manhã terça-feira (28), na Câmara de Vereadores de Ipirá, o vereador Caryl Oliveira (SD) apresentou um requerimento pedindo a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para investigar supostos desvios de recursos públicos referente ao transporte escolar do município de Ipirá.

O pedido de instauração da CPI ocorre em função da Operação Oferrus deflagrada pela Polícia Federal no último dia 21 de agosto, quando policiais juntamente com fiscais da Controladoria Geral da União (CGU) estiveram em Ipirá e apreenderam documentos e afastou temporariamente o prefeito Marcelo Brandão do cargo pelo período de 10 dias.

Segundo Caryl Oliveira, com a CPI aberta os parlamentares poderão “municiar a Polícia Federal” e ainda esclarecer a verdade para o povo ipiraense, e assim afastar definitivamente o prefeito do cargo, caso fique comprovadas as suspeitas de irregularidades.

Com o documento nas mãos ele pede o apoio dos vereadores de situação: “Se vocês não assinarem, vocês não estão defendendo Ipirá. Vocês foram eleitos para defender Ipirá, não o prefeito “A” ou prefeito “B”. Se vocês não assinarem, vocês estão deixando muito claro que defendem o prefeito, não Ipirá.” Pondera Caryl dirigindo-se aos parlamentares de situação [vídeo abaixo].

O requerimento foi protocolado pelo próprio Caryl Oliveira na tarde desta quarta-feira(29), na Câmara de Vereadores, e obteve assinatura dos seguintes vereadores oposição: Weima Fraga, Benedito do Leite, Marcos de Dadá e Carlinhos Simas. Os outros dois parlamentares de oposição (Deteval Brandão e Jaildo) não assinaram porque irão fazer parte da mesa. Os vereadores de situação ainda não se posicionaram sobre o caso.

CPI

Para que seja instaurada uma CPI é necessário um número de assinaturas em seu requerimento de criação. A doutrina majoritária entende que basta o requerimento ser subscrito por um terço dos membros da casa legislativa que esta será criada automaticamente. Caso o número mínimo de assinaturas não seja alcançado, o autor poderá, se assim entender, submeter a proposta de CPI à apreciação do Plenário, que decidirá a respeito.

Pronunciamento do vereador Caryl Oliveira

 

Por Ipirá Notícias

 

BAIXE NOSSO APLICATIVO