O homem preso suspeito de matar o enteado, de 7 anos, em Salinas da Margarida, município a cerca de 230 km de Salvador, confessou o crime e disse à polícia que o cometeu porque não aceitava o fim da relação com a mãe do garoto, ex-companheira dele. As informações foram divulgadas pela Polícia Civil nesta terça-feira (29).

Celso Pereira Bispo, 42 anos, foi preso na sexta-feira (28), após a Justiça determinar um mandado de prisão temporária contra ele. O corpo de Walter de Jesus Santos tinha sido encontrado na quarta-feira (23), um dia após a criança sumir, em um terreno na mesma rua onde a vítima morava.

Depois de diligências, os policiais civis encontraram uma casa usada pelo suspeito como local de trabalho, onde peritos encontraram manchas de sangue. Segundo as investigações, há indícios de que a vítima sofreu violência sexual. No entanto, a polícia aguarda o laudo de Departamento de Polícia Técnica (DPT) para comprovar se houve o abuso e determinar as causas da morte da criança.

Segundo a polícia, Celso responde a outro homicídio contra uma mulher, na cidade de Muritiba, recôncavo baiano. Ele também tinha envolvimento amoroso com a vítima. O crime ocorreu em 2012.

Fonte: G1