O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou, nesta terça-feira (1º/6), que o Brasil irá sediar a Copa América, prevista para ter início em 13 de junho.

A declaração foi feita durante evento no Ministério da Saúde para assinatura do contrato de transferência de tecnologia entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a farmacêutica AstraZeneca.

Segundo Bolsonaro, até o momento, cinco governadores teriam demonstrado interesse em receber o torneio. O presidente, no entanto, só citou quatro estados.

“Escolhemos as sedes em comum acordo, obviamente, com os governadores. Até agora, já tivemos quatro governadores: aqui de Brasília, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Goiás. E mais um agora, que chegou um pouco atrasado, também se prontificando a sediar a Copa América. Então, ao que tudo indica, seguindo os mesmos protocolos [sanitários], o Brasil sediará a Copa América”, declarou.

Após o anúncio do presidente, o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, compartilhou uma publicação nas redes sociais informando que serão apenas quatro estados: Distrito Federal, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Goiás. Procurada, a assessoria da Casa Civil afirmou que Mato Grosso sediará a Copa América, e não Mato Grosso do Sul, como informou Bolsonaro.

Fonte: Metrópoles