Segundo o site Clarín, da Argentina, o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) tentou fazer com o que jogo entre Brasil e Argentina fosse reiniciado após a paralisação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

De acordo com o periódico, o presidente entrou em contato com a CBF para garantir que os quatro jogadores que teriam entrado no país de forma irregular, que Emiliano Martínez, Romero, Emiliano Buendia e Giovani Lo Celso, não teriam problemas futuros e que poderiam volter ao campo de jogo.

Porém, o contato aconteceu quando a Argentina já estava no vestiário e o jogo suspenso, o que teriam contribuído para que a informação e o apelo não fossem bem sucedidos.

A seleção argentina deixou o gramado nos primeiros minutos do 1º tempo do duelo contra o Brasil, na Arena Corinthians, em São Paulo, em partida válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, após agentes da Anvisa interromperem o jogo por conta dos quatros jogadores que estariam violando as regras sanitárias do país por não terem cumprido a quarentena obrigatória.

Fonte: Metrópoles