m cabo da Polícia Militar, identificado como Anderson Gonçalves de Oliveira, conhecido popularmente como Andinho Polícia, morreu em fevereiro deste ano. A cena aconteceu dentro do condomínio onde morava, no Anil, localizado na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Detalhes da execução foram evidenciados por meio de um vídeo publicado nas redes sociais. A gravação, que é apurada pela Polícia Civil, indica o momento exato em que os assassinos invadem o edifício onde Andino estava. A ação durou aproximadamente 15 segundos. Logo no corredor do prédio, ele foi baleado, quando estava de costas e foi surpreendido pelos atiradores, que fugiram em seguida.


Além disso, a polícia também investiga as autorias do crime. Entre as linhas de investigação está a de que o crime pode ser conectado à disputa entre milicianos rivais e traficantes. Atualmente, eles disputam o comando da Gardênia Azul, também em Jacarepaguá.

Assista vídeo aqui

A Gardênia tem sido disputada por milicianos ligados ao tráfico de drogas. A execução está sob análise da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC). No mais, a DHC analisa se Andinho Polícia possuía conexão com a milícia da Gardênia Azul, que sofre ataques de traficantes do Comando Vermelho.

Na atual ocasião, a DHC apura se os assassinos entraram no condomínio do cabo usando um dispositivo eletrônico (TAG) que abre automaticamente a cancela para moradores e funcionários.

Por BNews

Siga-nos no Instagram e acompanhe as notícias no Google News – Participe do nosso grupo no WhatsApp