O marido de Juliana Campos, 41, é o principal suspeito de matá-la e de atear fogo na casa dela com uma criança de apenas sete anos dentro do imóvel. O homem está foragido.

Vizinhos contaram à polícia que o casal discutiu e que, em seguida, conseguiram ouvir gritos com pedido de socorro da mulher.


O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender uma ocorrência de incêndio e localizou a vítima sem vida em um dos cômodos, com ferimentos provocados por faca.

Um vizinho conseguiu entrar no local antes dos bombeiros e salvou a criança de sete anos, trancada pelo suspeito no imóvel. O caso foi registrado na 4ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), na Freguesia do Ó.

O crime foi registrado no Conjunto Habitacional Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (25).

O casal havia casado no cartório há uma semana. Eles se conheciam há cerca de um ano. Nas redes sociais, o suspeito chegou a compartilhar várias fotos do dia do casamento, em 18 de setembro.

Na madrugada de hoje, o suspeito também publicou uma foto com música romântica horas antes de cometer o crime.

A casa foi isolada para a realização da perícia. O homem fugiu do local e é procurado pela polícia, informou, em nota, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) de São Paulo.

Fonte: UOL

Siga-nos no Instagram e acompanhe as notícias no Google News – Participe do nosso grupo no WhatsApp